CULTURA ITALIANA
Curiosidades sobre a Itália - parte 01
29.08.2016

Artesanalli te mostra algumas curiosidades sobre a Itália em geral em 3 posts, confira:

  1. A Itália é o 18º países mais desenvolvido do mundo e o 8º no índice mundial de qualidade de vida.

  2. A palavra Itália vem do latim “Italia”, que se originou de uma fonte não latina. É provável que a etimologia do nome “Itália” esteja relacionada ao grego antigo “italos” (touro), do proto-indo-europeu “wet”. Os bovinos sempre tiveram grande importância para os povos da antiga Península Itálica.

  3. A região da atual Itália foi habitada por diversos povos: celtas, lígures, vênetos, sardos, etruscos, gregos, latinos etc. A mais importante dessas culturas foi a romana (latinos), seguida da etrusca e da grega.

  4. Havia diversas colônias gregas ao Sul da atual Itália. Os gregos chamavam a região de Magna Grécia.

  5. Antes de adotar o Euro como moeda, o país usava a Lira italiana.

  6. A língua oficial é o italiano, falado por quase toda a população. Existem diversos dialetos regionais como o vêneto, o napolitano e o sardo. Existem também um grande número de falantes de francês, alemão e esloveno.

  7. Além de capital, Roma é a cidade mais populosa da Itália. É também a terceira da União Europeia que mais recebe turistas.

  8. A segunda cidade italiana mais populosa é Milão. A região metropolitana de Milão, no entanto, é a que possui a mais alta densidade populacional. Apesar de Milão ter “apenas” 1,3 milhão de habitantes, a Grande Milão possui 2,7 milhões.

  9. A maior parte da população (diga-se 87%) segue o catolicismo. Outros grupos religiosos: cristão ortodoxos, gregos ortodoxos e protestantes.

  10. A Itália é dividida em 20 regiões: Abruzzo, Basilicata, Calábria, Campânia, Emília-Romanha, Friuli-Venezia, Lácio, Ligúria, Lombardia, Marche, Molise, Piemonte, Apúlia, Sardenha, Vale de Aosta, Toscana, Trentino-Alto Ádige, Úmbria, Sicília e Vêneto.

  11. As regiões mais populosas: Lombardia (região de Milão), Campânia (onde fica Nápoles), Lácio (da Capital Roma), Sicília (Palermo), Emília-Romanha (Bolonha) e Toscana (Florença).

Ancona - parte 02
22.08.2016

É uma pena que, durante a Segunda Guerra, os bombardeios aliados (não os brasileiros, ainda bem!) tenham provocado sérios danos no centro histórico da cidade. Felizmente salvaram-se o lindo Duomo românico, que ostenta um pórtico gótico; a Loggia dei Mercanti, edifício gótico-veneziano do século XV, que tinha a função de bolsa de mercadorias e valores; a pequena igreja românica de Santa Maria della Piazza; a igreja de San Francesco delle Scale; e o Arco di Traiano, do século II, remanescente do Império Romano.

Em Ancona há um Museo Archeologico, com um acervo de peças que vai da pré-história aos romanos, e uma boa pinacoteca, a Galleria Comunale Francesco Podesti, com obras de Tiziano e de outros grandes mestres, além de uma seção de arte moderna.

També há atrações nos arredores de Ancona como:

Loreto –  Há trens diretos a partir de Ancona (20 minutos). De carro, em Ancona (15 km), pegue a S16. A pequenina cidade é um dos mais famosos locais de peregrinação cristã da Europa. A razão disso é a Santa Casa, ou Casa de Maria, que teria sido trazida de Nazaré por anjos em 1294 e colocada em um bosque de loureiros que deu nome ao lugar. Na verdade, as três paredes da casa onde teria vivido a Virgem foram levadas à Itália por anjos de carne e osso: a família bizantina Angeli (“anjos”, em italiano). Se essas são de fato paredes da casa em que Maria recebeu a Anunciação, não se sabe. Porém as dimensões delas são compatíveis com as das paredes internas da gruta existente em Nazaré. Basilica de Loreto e Santa Casa (foto).

Jesi  Há trens diretos a partir de Ancona (30 minutos). De carro, em Ancona (12 km), pegue a S76. Antiga cidade da época dos romanos que ainda conserva as muralhas e um centro histórico com edifícios medievais e renascentistas, com destaque para o Palazzo Pianetti, onde funciona uma pinacoteca, e o Palazzo della Signoria, do final do século XV. A região em volta é cheia de videiras: a cidade é famosa por seu vinho branco, o Verdicchio. 

Grotte di Frasassi  – Há acesso por trem a partir de Ancona (1h) para a estação Genga/S. Vittore Terme, nas proximidades. De carro, pegue a S76 em Jesi (30 km). Um espetacular conjunto de cavernas, onde passarelas e um sistema de iluminação permitem a visitação. Compostas por diversas “salas” de diferentes tamanhos, onde se espalham estalactites e estalagmites, as grutas parecem ser de outro planeta! 

Parque Regional do Conero  – Cortado por uma estrada panorâmica que sai de Ancona e vai até Numana, o parque situado no Monte Conero, que fica à beira-mar, porém a 572m de altura, oferece maravilhosas paisagens de bosques, falésias e rochedos a pique à beira do oceano, pequenas praias e minúsculas baías escondidas entre as pedras, de frente para um mar de cor de esmeralda. É um ótimo passeio para quem está de carro. 

Ancona - parte 01
16.08.2016

Região praiana maravilhosa da Itália, impossível falar dela em apenas um post. Hoje e na próxima semana falaremos de suas características.

Ancona (cujo nome significa “cotovelo” em grego), fundada por gregos da colônia siciliana de Siracusa, é a capital regional e a cidade mais importante do Marche. Estabelecida sobre uma elevação à beira-mar, foi durante a Idade Média uma próspera república marítima.

E como chegar nessa cidades? Há 3 maneiras, uma delas é de avião pelo aeroporto Raffaello Sanzio (Falconara), porém não há voos diretos do Brasil. A segunda opção é de carro, tem que estar em Roma (285 km), pegue a A24/A25 em direção a Pescara e depois a A14, que acompanha a costa do Adriático. De Florença (320 km), pegue a S67 (direção Ravenna) e depois a A14, passando por Rimini. Há outros caminhos por estradas secundárias que cruzam os Apeninos, mas neles o trajeto é mais demorado e complicado. E a última opção é de trem, saem trens diretos a partir de Roma (3h30 a 4h). Quem parte de Florença (3h30 a 4h) deve fazer baldeação em Bolonha. 

A melhor época para se visitar Ancona não são nos auges do verão e inverno, outras épocas como primavera e outono são as mais bonitas e com temperaturas amenas.

Basilicata
08.08.2016

Região encontrada em Matera, "patrimônio da humanidade" pela UNESCO. Trata-se dos "sassi di Matera" (literalmente, pedras de Matera), uma das mais singulares, antigas e extraordinárias povoações humanas do mundo, que há décadas chama a atenção de estudiosos e artistas do mundo inteiro (o escritor italiano Carlo Levi referiu-se a eles em seu famoso livro "Cristo si è fermato a Eboli"). Nas "pedras", as casas são escavadas na rocha  e as paredes são construídas com o mesmo material escavado. Habitadas até pouco tempo atrás, hoje as "pedras" foram esvaziadas e são objeto de trabalhos de restauração e valorização culturale turística. Uma visita aos "sassi di Matera" é uma experiência realmente única. Mas esta não é a única razão para se ir a essa pequena, isolada, belíssima região, banhada por dois mares: o Tirreno e o Jônio. Encontram-se na Basilicata ruínas gregas (Metaponto), igrejas e castelos medievais (Melfi,Lagopesole), praias lindíssimas (Maratea), uma natureza não poluída (a Basilicata divide com a Calábria o esplêndido Parco del Pollino). E Matera não tem só as "pedras'', é também de grande interesse, a singular mistura de românico e barroco da Igreja de S.Francesco. Enfim, por que não programar uma esticada até Venosa, pátria do grande e sábio poeta latino Horácio? Ali, entre outras coisas, se pode admirar a Abadia medieval da SS. Trinità e outros monumentos interessantes. Na capital da região, Potenza, velhos e recentes terremotos danificaram gravemente o centro histórico. Mas o Museu arqueológico merece uma visita. Fazem parte as províncias: Matera e Potenza.

Abruzzo
01.08.2016

Abruzzo tem 30% do seu território protegido por leis ambientais. Nenhuma outra região da Europa pode gabar-se de algo assim. Não é por acaso que ela é chamada de "a região dos parques". Possui 3 Parques nacionais, um Parque regional e dezenas de áreas e reservas naturais protegidas. Numa região assim, parece natural que a capital se chame L'Aquila - a águia, emitaliano. Dominada por um imponente Castelo do século XVI (que hospeda o Museu Nacional deAbruzzo), L'Aquila tem esplêndidos monumentos civis e religiosos, medievais e renascentistas. Na costa de Abruzzo  sesobressai Pescara, pátria de Gabriele D'Annunzio (cuja casa natal é hoje um pequeno mas sugestivo museu). Em Chieti há um importante Museu Arqueológico Nacional, conhecido (e premiado) pela modernidade e pela eficácia da sua organização . O "ponto forte" do Museu é o Guerreiro de Capestrano, uma estátua funerária do séc. VI a.C., encontrada na província de L'Aquila em 1934. Em Teramo, no interior do Duomo, é imperdível o estupendo Paliotto - ornamento da parte anterior do altar - do século XV, de autoria do grande ourives natural de Abruzzo, Nicola da Guardiagrele. Mas o Abruzzo é surpreendentemente rico em tesouros arquitetônicos e artísticos, quase tanto quanto em tesouros naturais e em tradições populares (como a "festa dei serpari" de Cocullo, que a cada primeiro domingo de Maio leva milhares de pessoas à minúscula aldeia). Fazem parte de Abruzzo as províncias: L´Aquila,  Pescara e Teramo.

29/12
Neive - Região de Piemonte


13/12
Villaggio di Natale de Montepulciano


06/12
Colletta di Castelbianco


02/12
Alberobello - terra das Trulli


22/11
Castelsardo


08/11
Cidade de Atrani: Presépio sobre o mar


01/11
Costumes italianos - post 02/02


25/10
Costumes italianos - post 01/02


18/10
10 paixões dos Italianos - post 02/02


11/10
10 paixões dos Italiano - post 01/02


12/09
curiosidades sobre a Itália - parte 03


05/09
Curiosidades sobre a Itália - parte 02


29/08
Curiosidades sobre a Itália - parte 01


22/08
Ancona - parte 02


16/08
Ancona - parte 01


08/08
Basilicata


01/08
Abruzzo


25/07
Piemonte     


18/07
Lombardia


11/07
Campania


04/07
Região da Ligúria     


27/06
Calábria


20/06
Lázio


13/06
E m i l i a - R o m a n a


06/06
Cortona


02/06
Sicilia


23/05
Catedral de Milão


16/05
História de Veneza


09/05
O Carnaval de Veneza - o uso de máscaras de carnaval com as idades da história e tradições


02/05
Herança dos Imigrantes


25/04
Fashion Show de Florença


18/04
Tellaro


11/04
Cidade Estrela


04/04
Galleria Vittorio Emanuele II


29/03
Gnocchi da Fortuna


28/03
Mântua é eleita capital Italiana da cultura de 2016


18/03
Tarantella: A dança típica do Sul da Itália


14/03
CASA DI GIULIETTA


07/03
Basílica de São Marcos


29/02
Basílica de São Pedro


22/02
Piazza del Campo


15/02
Costa Amalfitana


01/02
Fórum Romano


25/01
Vaticano


18/01
Lucca, cidade murada na Toscana


11/01
Curiosidades sobre a Italia


21/12
Natal na Itália


14/12
Por que a Torre de Pisa é inclinada?


07/12
Palatino


30/11
Lago de Como


23/11
Piazza Navona


16/11
Grande Canal de Veneza


09/11
Santa Maria del Fiore


02/11
Arco de Constantino


26/10
Coliseu


19/10
Pantheon


12/10
Castelo Sant’ Angelo


05/10
Fontana di Trevi


29/09
a paixão dos italianos por carros


21/09
Fiera di Primiero


14/09
Belluno


07/09
Bellagio


31/08
Bassano del Grappa


17/08
Bolzano


10/08
Cortina d’Ampezzo


03/08
Marostica


29/07
Itália - região norte - Emilia - Romana


20/07
Lamon, região do Vêneto, Província de Beluno (Região Norte da Itália)


13/07
As Regiões da Italia


06/07
Festival de Ópera Arena de Verona


30/06
O Cúpido e a Psiquê - Escultura de Antonio Canova - artista Italiano


26/06
música


15/06
Capela Sistina, onde Michelangelo colocou seu talento e coração


20/05
Montalcino


06/05
os 5 museus mais visitados da Itália


25/04
A cidade de Liguria, conhece?


05/04
Páscoa na Itália


23/03
Curiosidades sobre a Itália


16/03
Pietà


09/03
“A simplicidade é a máxima perfeição”


24/02
Renascimento - Trecentismo


18/02
Renascimento


10/02
Confete de Carnaval


03/02
Carnaval de Veneza


11/12
A lambreta italiana


11/12
As ruas de Florença


Janeiro 2016
Fevereiro 2015
Fevereiro 2016
Março 2015
Março 2016
Abril 2015
Abril 2016
Maio 2015
Maio 2016
Junho 2015
Junho 2016
Julho 2015
Julho 2016
2015
2016
2015
2016
Outubro 2015
Outubro 2016
Novembro 2015
Novembro 2016
Dezembro 2014
Dezembro 2015
Dezembro 2016
Rua Padre Almeida, nº 735 – Cambuí  |  Campinas – SP  |  Artesanalli Massas e Molhos: 19 3255.5392
Rua Padre Almeida, nº 735 – Cambuí
Campinas – SP
Artesanalli Massas e Molhos: 19 3255.5392