PASSEIO GASTRONOMICO
Os Biscoitos italianos
30.03.2015

Quando nos referimos ã Itália, uma das primeiras referências que nos vem é a tradição. Cada região tem seu prato, dança, música, sabor de origem. Os Italianos fazem questão de preservar seus costumes e, claro, suas receitas que sobrevivem a séculos.

posto que os descendentes de italianos (e tem muitos no Brasil) sabem do que estou falando. Cada comuna do país dos nossos imigrantes mais presentes tem seu prato típico, sua massa, seu molho, seu pão, seu doce e seu biscoito.

É deste último que vamos falar: os biscoitos da Itália. Cantucci será nosso primeiro tema, nas próximas semanas teremos outros pra falar. Acompanhe.

Cantucci, da Toscana
De todos os biscoitos italianos, os que mais se internacionalizaram foram os cantucci. Quem nunca se deparou, em um cardápio de sobremesas, com um tal de “cantucci com vin santo”? Por ser muito seco e duro, é assim que eles são servidos normalmente – para “chuchar” em cafés ou vinhos fortificados, que amolecem a massa e ainda combinam seu sabor doce com um toque mais ácido.

Dourados por fora, crocantes por dentro e recheados com amêndoas, pinolis ou sementes, diz a lenda que os cantucci são preparados na Toscana desde a idade média. Lá, a comuna de Prato é considerada sua terra natal, pois ali encontraram o manuscrito com a receita mais antiga, escrita pelo italiano Amadio Baldanzi no século 18. O item é um dos objetos que mais atraem turistas ao local, ao lado do cinto de São Tomé e antigas obras de arte.

O doce sabor que vem da Toscana.
25.03.2015

Toscana tem uma longa tradição culinária, mas nas sobremesas que ela demonstra toda a sua versatilidade.Vamos falar hj de 1 dos  2 doces bem típicos de cidades diferentes da Toscana. TORTA CO´BISCHERI: o bolo é originalmente de Pontasserchio e é uma especialidade típica de Pisa, nas áreas de San Piero a Grado, Vecchiano, e Marina di Pisa e ainda  Lucca. Em Pontasserchio é tradicionalmente preparada em abril na feira da cidade, agora chamado Agrifiera, que cai no dia 28 do mês. 

A base do bolo é uma massa folhada caseira, não muito fina, enquanto que o recheio é preparado com o arroz, cacau, chocolate, ovos, açúcar, o Strega (licor típico), frutas cristalizadas, passas e enriquecida com algumas especiarias, tais como a noz-moscada. Tradicionalmente, é cozinhado em um forno a lenha.

A produção com a marca Torta Co´Bischeri está firmemente regulada por uma marca de qualidade e propriedade dos municípios de San Giuliano Terme e Vecchiano, que estabelece o método de processamento, ingredientes e quantidade, e ainda o regulamento prevê para bolos da marca, o uso de pinoli da área de Pisa, farinha tipo 00, arroz nacional parboilizado, tudo isso para apresentar um produto igual ao que era preparado pelas famílias de Pontasserchio, de acordo com a tradição.

Brusquetta
14.03.2015

A origem é do verbo italiano "bruscare” cujo significado é "assar em carvão”. Assim como "brusciare" significa "queimar ou torrar", que são as denominações para explicar como foi feita a primeira bruschetta. O nome é derivado desses verbos, apesar de a bruschetta moderna ser feita frequentemente com pães torrados em frigideiras ou assados em fornos, até que fiquem secos e consistentes. Ao pedir uma bruschetta na Itália, você provavelmente será servido com um pedaço de pão italiano, levemente tostado e crocante, coberto com azeite e uma folha de manjericão ao lado. No entanto, se pedir "bruschette", o plural de bruschetta, espere um prato de bruschetta com uma variedade de coberturas.

Alguns historiadores contam que foram os Romanos antigos que supostamente testavam a qualidade de azeite de oliva novo passando-o em uma fatia de pão torrado para experimentar, um costume que agora é comum em todas as regiões de produção de azeite na Itália, especificamente Lazio, Toscânia e Umbria. Alguns relatos contam que o pão molhado com óleo era esfregado em uma folha de manjericão para acentuar os sabores do azeite. Outros relatos históricos da bruschetta contam que foi desenvolvida a partir da tentativa de melhorar pães velhos com azeite.

Massas Curtas
10.03.2015

Hoje vamos abordar o outro grupo de massas, denominado como massas curtas. São elas:

  • maiores: como rigatoni, sedani, fusilli, penne, tortiglioni, farfalle e garganelli
  • menores: como pipe, conchiglie, ditali e orecchiette

Vamos falar de uma delas, uma das massas mais conhecidas entre os brasileiros: o Penne São massas em forma de cânula de pena (canudo). Em certas regiões da Itália, no norte por exemplo, é usado no molho do penne um tipo de pimenta que dá a este prato um ardor forte, tornando-o, no entanto, mais saboroso. Agora só falta você vir e experimentar os nossos pratos com penne. Venha para o Artesanalli Massas & Molhos!

Massas Longas
02.03.2015

Dando continuidade da semana passada, hoje é a vez das massas do grupo "massas longas", ou apsta lunga. Elas são:

  • seção redonda: como spaghetti e vermicelli
  • seção perfurada: como bucatini e ziti
  • seção retangular: como trenette e linguine
  • seções largas: como lasanha e reginette

Agora que você já conhece as massas longas, que tal experimentar uma das nossas massas? Então fica nosso convite: Venha para o Artesanalli Massas & Molhos!

29/06
Parma


22/06
História do Fettuccine


15/06
A história do Camarão


09/06
Risoto - o 'acidente'culinário.


02/06
Cogumelos


23/05
Queijo Mascarpone


18/05
Badejo -


11/05
Creme di Palmito


04/05
Antepasto de beringela


28/04
Arroz de Risotto


20/04
Pudim de claras


13/04
Pappa a pomodoro


06/04
Mercado de Florença


30/03
Gnocchi da Fortuna


22/03
Tipos de Tomate


15/03
Carpaccio - antepasso de sucesso


09/03
Crostini - Delicia da Toscana


03/02
Gastronomia levada a sério


24/02
Hábitos à mesa


17/02
História da Gastronomia Italiana


10/02
Queijo Robiola Piemonte


03/02
Queijo Asiago


27/01
Provolone


20/01
Mozzarella di Bufala


13/01
Queijo Parmigiano Reggiano


06/01
Queijo Fontina d’Aosta


23/12
Struffuli, um doce típico da tradição napolitana.


16/12
Queijo Taleggio


09/12
Queijo Pecorino Toscano


02/12
Queijo Gorgonzola


25/11
Queijos Italianos


18/11
Tiramisú


11/11
Pan D’oro: uma tradição natalina


04/11
Torta Co Bischeri


28/10
Panna Cotta


21/10
Brioche alla crema


14/10
Cannolo Siciliano


07/10
As delícias da Itália: doces!


30/09
é época de alcachofras


23/09
Temperos


16/09
Temperos


09/09
Temperos


02/09
Temperos


26/08
Temperos


19/08
Temperos


12/08
Temperos


05/08
Temperos


27/07
Temperos


22/07
A Origem do risoto


15/07
Os Tipos de Café Italiano (continuação)


08/07
Tipos de Café Italiano


02/07
Os tipos de café italiano


23/06
Farfalle


15/06
Fusilli e ravioli


10/06
continuando sobre molhos / Talharim e Penne


01/06
molho que combina com cada tipo de massa


20/05
Comida típica de cada região da Itália


13/05
passeio gastronômico por Milão


04/05
Passeio Gastronômico por Veneza


09/04
biscoito: Regina da Sicília


01/04
mais sobre biscoitos Italianos


30/03
Os Biscoitos italianos


25/03
O doce sabor que vem da Toscana.


14/03
Brusquetta


10/03
Massas Curtas


02/03
Massas Longas


25/02
Tipos de Massas Italianas


19/02
Gnocchi


09/02
Risotto


02/02
Tiramisu


Janeiro 2016
Fevereiro 2015
Fevereiro 2016
Março 2015
Março 2016
Abril 2015
Abril 2016
Maio 2015
Maio 2016
Junho 2015
Junho 2016
Julho 2015
2015
2015
Outubro 2015
Novembro 2015
Dezembro 2015
Rua Padre Almeida, nº 735 – Cambuí  |  Campinas – SP  |  Artesanalli Massas e Molhos: 19 3255.5392
Rua Padre Almeida, nº 735 – Cambuí
Campinas – SP
Artesanalli Massas e Molhos: 19 3255.5392